sábado, 26 de dezembro de 2009

Gotejo

Frases rabisco a buscar algum encontro. A foto, a música, o sorriso, o abandono; nada preenche meu ser estático, que caminha, apenas. Canto versos, respondo a gracejos, vou, digo e não me encontro. Não te encontro. Eu não existo. Sigo hoje com a tarde nos bolsos furados, a verter pensamentos não pensados, ali, nas pedras, onde é lugar de repouso. O que digo sem palavras abafo, não quero saber. Sou feliz porque preciso. Caminho porque minhas pernas desejam. Não amo, pois este é meu querer. Gotejo.

4 comentários:

tossan® disse...

Que tua alma seja o cais que nele ancore toda a emoção e ternura e criatividade nesse Ano que se inicia! Feliz Ano Novo! Beijo

PS: Não me abondones...

Letras e Poesias !!! disse...

olá Fernanda ..quanto tempo !!!!
como você está ?
obrigado por tudo...!!!!
Desejo a ti um ano novo maravilhoso e que seu Natal tenha sido lindo .
Sua escrita fascinar , realmente , você de fato se encontra em movimento com a arte em literária sempre em harmonia , parabéns Fernanda como sempre " Degustação literária " encantador.

Euphoria disse...

bom, ja tem um tempo q não apareço pelo mundo dos blogs, mas vi q você também não rsrsrsrs

bjos

PS: ultimamente não tenho andado bom na prosa, estou mais na poesia... deixa pra você mesmo ;)

Filipe M. Vasconcelos disse...

Meu bem.. que entrada de ano triunfal...

Nada como iniciar com "versos", "gracejos", "encontro" e "gotejos"....

Caminhas porque as pernas desejam.. Mas o que será que elas desejam..?
O que dizes sem palavras..?
Por que não amas.. ou por que não é de teu querer agora amar..?

É sem dúvida um poema enigmático..
Me ouso a dizer que é um poema plurissignificativo..

Um beijo!!
ah, vc me inspirou a escrever.. vou ver se arrumo algo por aqui..rs

 
Creative Commons License
Degustação Literária by Fernanda Fernandes Fontes is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.