quarta-feira, 13 de abril de 2011

Verdade

Como vivem
Os que de sim
dizem feita a vontade?

Não suporto mais buscar a ilusão
De viver pela concretude
Científica, definitiva, real.

Cansei de ter o porquê
Na palavra e no coração.
De procurar o eixo
O lado, o fato
De ver meu corpo envelhecer
Enquanto a dúvida rejuvenesce.

Sem ver, ouvir, sentir
- minha alma não isenta -
Não creio.

Mas enquanto repouso a dúvida
Fortemente, ela tenta se apossar de mim
E permanece a buscar seu lugar.

11 comentários:

****Josi**** disse...

De verdade?? Bem vinda de volta, que já estava com saudade das suas letras, rs. Como sempre, amiga, um deleite para os olhos e um afago no coração suas paçavras, benza Deus! Grande bjo, saudades demais!!

****Josi**** disse...

PS: pequeno erro de digitação acima, sorry, acabei de levantar e o teclado do note, ninguém merece, kkkk. Bjus

i ILÓGICO disse...

o fato de viver basta.
apenas as lembranças descansadas,
bastam.
sem expectativas.
afinal o tempo me mostra,
basta!
esperar?
só o fato!

Rosa Mattos disse...

É angustiante viver-se tomado por dúvidas e incertezas, mas se não for assim, será uma casa de repouso mental, de onde provavelmente nenhuma interrogação mais sairá. E sem elas...nada novo se instala.

Vim degustar suas letras. Gostei.

Adriana Alves disse...

Lindas palavras, muito sutil! Adriana.

Érico Cordeiro disse...

Oi, Fernanda,
Cheguei por acaso a seu blog e gostei bastante. Vi também que você gosta de Tony Bennett, um dos meus cantores preferidos. Assim, convido-a a conhecer o Jazz + Bossa, blog dedicado a esses dois estilos maravilhosos:
www.ericocordeiro.blogspot.com
Já me adicionei como seguidor e virei aqui outras vezes.
Abraços e uma ótima semana!

Integração Histórica disse...

FFF...Feranda Fernandes Fontes !
Que saudade de vc e do seu blogger ( Meu preferido ) .E mais ainda : Como é bom chegar e ver um poema como esse.
Verdade ! verdade ! . . .

Também cansei de procurar o porquê dos fatos , me identifiquei com esse poema , e como a moça acima comentou ,esse poema é um deleite aosnosssos olhos . D fato , me passa uma angústia poétic, bela !

" Mas enquanto repouso a dúvida
Fortemente, ela tenta se apossar de mim
E permanece a buscar seu lugar. "

Tenha uma boa e agradável semana , Grande Poetisa de Bh e do Brasil Fernanda F. Fontes !!! FFF!

Patrícia Pinna disse...

Seu poema intitulado verdade, é muito bonito, profundo e real.Vejo que é exatamente assim que a dúvida nos assola.Prém que bom existir a dúvida, pois ela nos faz refletir e a esclarecer as nossas ideas por vezes conturbadas.Sem a dúvida, não há o nascer, o concretizar de muitas ideas novas e suaves. Muito bom. Bjs.

Michelle Castro disse...

Vejo que é exatamente assim que a dúvida nos assola. Saiba que é a primeira vez que venho que paso pelo sei blog e adorei, Já me adicionei como seguidora e virei aqui outras vezes.
Abraços e uma ótima semana!Hle convido a passear pelo meu blog tbm serás super bem vinda.:http://vidaesemprevida.blogspot.com/

Patrícia Pinna disse...

Fernanda, passei aqui para te desejar uma excelente semana com grande produtividade.Que sua mente criadora, possa nos brindar com belos e sinceros poemas, sejam tristes ou alegres,porém sempre verdadeiros.
Um beijo, fique com Deus!!

Patrícia Pinna disse...

Bom dia, Fernanda.Estou ansiando para ler os seus versos. Você está sumida, faz um tempo que não entramos em contato.Um beijo, fique com Deus.Excelente semana para ti.

 
Creative Commons License
Degustação Literária by Fernanda Fernandes Fontes is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.