terça-feira, 16 de setembro de 2008

Resposta aos teus atos.

Querido Armando.

Ouvir aquelas palavras foi o mesmo que ver-te em um caixão. Em mim, foste cúmplice. Em tuas mentiras, encoberto estava o que de real fizestes com o amor que teimavas em dizer que vivia. Não sei as palavras a que usar para dizer-te: serena paz dentro de mim!

Mas quanto sinto por ti: de mesquinharias, os dias vividos. De fugazes momentos, as horas, agora, eternas jazem. Borbulham, bem sei, por dentro de ti, as cicatrizes de teus atos.

Galopo alto, rastejas tú. Não queria. Não preciso desejar-te assim. Concretiza-se por fuga de meu querer.

Desejo apenas que tenhas paz. Eu tenho vida. E me basta saber vivê-la com graça e respeito aos que ao meu redor se encontram.

Quero que saiba que as lágrimas que chorei, embalaram-me com ternura. O que fizeste maldosamente , formiga teu viver. Sei que de cãimbras teu penar reforça. Teus atos, a ti pertencem! Não culpe a outrem por pedir que se afirme perante os teus. És senhor de teu próximo dia. Não penitencie-se por minha descoberta. Sei que teu viver, açoita-te a cada vez que minha ausência é sentida.

Pena não sentir nunca mais (afirmo-te com a mesma certeza do ar que respiro) o respeito que outrora lhe devotei. Sossegado está meu coração; decepcionada, minha alma; grandioso, hoje, meu viver. De sincero, concluo: que descubra-te com a mesma potencialidade que um dia acreditei existir em ti. És capaz de ser melhor. E serás!

Sempre,
Paula.

14 comentários:

Flavitcho disse...

Isso é que é volta por cima, hein?!
Então pra que ficar mastigando o que passou?! Não mesmo! As respostas precisam ser dadas.

:)

Beeijo.

AOS disse...

"A vida "também" me pertence e me basta saber vivê-la com graça e respeito aos que ao meu redor se encontram.", pois é, eu não sei...
Texto muito bom, fora a escorregadinha na acentuação do pronome tu, mas a qualidade foi muito boa.
Fiquei pensando nos meus atos nos últimos dias, confuso eu né?! Pois é, também acho!
E ah! Não esquece de fazer um texto homenageando-me, já que sou muito bom e humilde!
Parabéns FFF e que a Paula viva mais histórias positivas e tão boas de se ler como esta!

Euzer Lopes disse...

Sinceramente tem horas que não sei o que é pior: um ato de revide ou palavras como esta.
Juro, eu acho que levaria uns 20 anos, pelo anos, para me reerguer depois disso.
E olha que eu me vi no papel de Paula em tantas e tantas linhas...
Infelizmente minha Paula não teve em ouvidos a saída para tantas palavras represadas em sua alma.

Flavitcho disse...

Moooooça, tem selinho lá no blog pra vc de novo. :D

:*

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Adorei! Gostaria de ser e fazer o mesmo!
beijos
A força de tuas palavras estão agora comigo.

Carol Paiva disse...

nanda,andei sumida do seu blog, mas to d volta.

tah perfeito como sempre!

bjus!!

Catarina disse...

Eitaaa... cheia de palavras verdadeiras! Azar para o q passou, apenas cicatrizes restam, nao eh?!! O importante eh viver com intensidade cada momento, aproveitar o presente e fingir q o passado de expressões e comportamentos falsos foi soh um momento ruim!
Agora soh resta deixar o tempo curar as angústias e as saudades guardadas! :)

E demorou vc escrever algo pra aquela bruxa da professora de psicologia! Inferno! kkk

Bjuu Fê

Elton D'Souza disse...

eu, como homem que sou, digo:
pra que tamanho esculacho com o ego de um pobre homem
rsrsrsrs

suellen nara disse...

"O que fizeste maldosamente , formiga teu viver. Sei que de cãimbras teu penar reforça."

Nossa, profundo e perfeito.
A forma de escrever e usar os verbos é toda invertida...

Interessante, faz pensar.
Minha cabela deu um nó, rs.

Abraço.

Ellen Regina disse...

gostei... é pior do que tapa na cara.

Elton D'Souza disse...

Ah, se fores usar a frase coloca a autoria da pérola, o Mano Lima

rsrsrsr

Net Esportes disse...

muito introspectivo.... a forma como usa as palavras é muito peculiar....

Alexandre Silva disse...

É.. coitado do dito cujo msm, rs. Tava inspirada na hora que escreveu isso hein
Abcs
http://falandoprasparedes.blogspot.com

Chris disse...

Bela maneira de dar a volta por cima... é por isso que eu digo: nunca mexa com uma mulher, você vai se arrepender!

 
Creative Commons License
Degustação Literária by Fernanda Fernandes Fontes is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.