sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Enigma

Minhas mãos pela áspera face sua.

Alegro-me por presença, mesmo que por pensamento seja. Tua contemplação faz clamar meu olhar a retirada do véu que presente se faz. Te quero desvendar a alma. Teu mistério clareia, reluz. Envolvo-me por enigmáticas órbitas de inúmeros pensamentos . Bailo ao imaginar-te visão.

Tua áspera face por meus lisos lábios.

Pra ti:

Rosto de múltiplos dizeres;
O vir será de calmaria.
Suave, chego-te por
janela aberta
se desejo for vontade.
Abertos meus braços,
meu colo.
Repousas em mim
peso, verdade e beleza.
Inscreva-se sabor
à nuca ofertada,
faça-se em mim.

Pra mim:

Frescor de palavras
claras que intimam
um leve e atroz desejo
que cria o
empírico
dia que virá.
Raiar da clara lua
nua
breve
incessante.
Água.

Que seja o que for, o que quiseres, o que eu quiser!

Decifra-me.

Que te devoro.



Always in my heart (India Aire)

15 comentários:

Alam Oliveira disse...

"Decifra-me.
Que te devoro."

Como poderá alguém te decifrar se te fazes mistério? Antes disso deverás descobrir-se em cada instante. Confuso né? Complexo?
Há o texto tá ótimo, pouco "enigmático" e completamente poético!

Bom FDS

João Rafael disse...

O interno que se faz palavra coletiva, palavra de humano. O que sai de nossa boca, entre em mil pensamentos. QUanta força em pequenos caracteres. Porta as vozes nossas, de todos.

Era isso!

Igo Araujo disse...

vc é diferente da esfinge. se quiserem te decifrar, vc devora. quer manter-se no mistério. ou então, é um outro tipo de "devora". pior ou melhor? ... Oo

belo texto, tem um "quê" de sensualidade. mto legal!

bjss

Rodrigo disse...

bacaaaaaaaaaaanaaaaaa!!!!

- catarina - disse...

Decifrar pra q???
Bom eh ser enigmático! '... rosto de múltiplos dizeres'...
Sem mta explicação, as coisas se fazem e desfazem. Pra que entender?
Por isso, entender as pessoas e seus comportamentos é tão difícil! O melhor é viver sem pensar nas justificativas e você sabe disso!

:P
bju

Flavitcho disse...

Tem enigmas que é melhor não se desvendar pra não perder o encanto.
Mas a curiosidade fica lá tocando. rs.
Atoron. :)

Alan disse...

Ei meu endereço do blog que vc pediu para eu fazer: http://123meu.blogspot.com/

beto melodia disse...

oi, fernanda:

bela postagem... o enigma sempre é bem-vindo, pois prende e cativa...

nessa visita, envio o link de um "conto de fadas" que realidade se tornou:

http://wwwbetomelodia.blogspot.com/2001/11/betomelodia-memorias-contos-ensaios.html

uma ótima semana e beijos em seu enigmático coração.

mateusbonez disse...

Lindo post e adorei a música ;D

Boa semana e espero sua visita ;D
http://tiomah.blogspot.com/

Euzer Lopes disse...

Eu ainda acho que no Reino Encantado tem uma Branca de Neve que, ao comer a maça da Bruxa, deixou-se envolver pelo delicioso veneno da paixão.
E aí, o coração faz palavras aqueles diálogos que são falados pelo olhar apenas. Esse turbilhão de palavras não ditas, mas sentidas com o carinho, com os corpos juntos, intensos como um sorriso, fazem aquelas batidas aceleradas do coração ter um sentido bom demais para a vida de qualquer um.

Hilário Pereira disse...

Cada vez mais, volúpia nas palavras, mistério como disseram. Dá vontade de cavar mais fundo os versos.

Parabéns!

Cristiana Fonseca disse...

Olá Fernanda,
Obrigada pela visita, adorei o teu poema, lindo de mais.
Abraços,
Cris

Cultura Malcriada - disse...

Oi, Fernanda!

Bem legal o seu blog... suave e cheio de variações, o que é ótimo! Gostei do modo como escreve!! Vou voltar mais vezes.

Bjão!

*** Cris *** disse...

Olá, td bem?
Passei por aqui para conhecer seu espaço e estou gostando.
Um abraço!

tossan disse...

Minha xará e poetisa. Igo tem razão é mais fácil domar leões ao te decifrar, mas a tua poesia me fascina. Bj

 
Creative Commons License
Degustação Literária by Fernanda Fernandes Fontes is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.