quarta-feira, 30 de julho de 2008

Momento - parte 1

Conhecemos-nos há tempos, mas nos falamos em ocasiões dispersas. E curtas foram as frases. Até que o acaso presenteou-nos com esta noite.

_Preciso ir. Já amanheceu o dia. Você me devolveu o sorriso, e me descobri nova na tua presença.

_Fique um pouco mais. Ainda temos tempo. Não precisa ir. Além do mais, sei que posso te amar. Se você for agora, sofrerei por não ter ido além.

Sorrisos.
_Você não suportaria meu amor. Meu apego, meu querer. Eu o circundaria e você não reconheceria esta que esteve ao teu lado por ora. Você seria capaz de amá-la também, mas não quero vivê-la à tua presença.

_Não importa, fique até minha partida. Depois deixaremos correr as horas, e nosso viver será moldado pelos dias que virão. Nada faremos. A vida rumará por si.

_Devo ir. Não sei até quando serei esta de teu prazer. Amanhã voltarei a domar a vida. Minha escolha é guiá-la, repito: gosto de escrever-me ao que virá...

_E novamente digo: seria capaz de te amar. Permita-me...

O beijei, peguei a câmera em minha bolsa e o fotografei. Passei pela porta que acabara de abrir. Pensei não ser capaz de me amar. E só o permitiria a alguém, quando me encontrasse entre a de ontem e a de agora. Preferi nada sentir.

Tempo.

continua...

22 comentários:

Lucas disse...

Excelente texto, mas felizmente, o tempo tem q passar. xD

www.oapanhador.blogspot.com

Fabio disse...

mt bom texto.... adorei!

Renata disse...

é...aprendi que muitas vezes, ficar em cima do muro já é fazer uma decisão...

gostei do seu blog, sou formada em Letras e claro, fã de literatura, pretendo voltar...

espero a sua visita!

Fernanda Fernandes Fontes disse...

Sim, sim Renata, vc disse td e já adiantou outro post...não decidir tb é uma decisão!

FLÁVIO CIRCINI disse...

Decisoes...pq nao toma-las??

É, como disse a Renata ae em cima, nao tomar nenhuma decisão ja é alguma coisa...

E estou ansioso para ler o texto q vc escreveu para o aniversário do Cedros Vermelhos. Está chegando!!

Forte abraço!

http://flaviocircini.blogspot.com

bob.loco Ah ViDa Eh lOcA mAnO!!! disse...

legal o texto
vc escreve bem
só arruma um layout melhor

abraços
http://blogaragem.blogspot.com
http://www.orkut.com.br/Community.aspx?cmm=48465553

Mayna Nabuco disse...

Olá Fernanda,
Após muito tempo em cima do muro, decidi que poderia aproveitar muito mais da minha vida, se eu tomasse decisões. Por mais que as respostas não sejam as que eu desejo, as que eu preciso ouvir, aprendi que sair de cima do muro pode ser muito bom!
Parabéns pelo texto e obrigada pelo comentário em meu blog.

http://maynabuco.blogspot.com

ninariacho disse...

Adorei o texto!!! As vezes nos sentimos assim ... Ah, a fotografia foi um desfecho legal!!!

Peter Teko disse...

Muito bom... amor é complicado mesmo, to meio que passando por isso, só que dessa vez ta incrivelmente difícil, porque é uma melhor que a outra Oo
Abraços e ótimo blog !

www.soca-gada.blogspot.com

Victor Aguiar disse...

Lindo texto!
Gostei muito....

Mikael Ferreira disse...

gostei pakas
parabééns
Ficar em cima do muro..
eu to em cima do muro..

Ana Lucia disse...

noossa! que lindo!
adorei, sabe seus textos me faz refletir bastante sobre sentimentos e atitudes tão comuns de observarmos nas relações humanas

... disse...

eu tow em cima do muro o tempo praticamente toda hora, soh q na maioria das vezes tendendo ao "não" e não é soh com relação ao amor, não: essa semana passei quase uma hora pra dizer q não emprestaria a chave do meu apto. dificil tomar decisões qndo se pensa mais nos outros.

Pitadinha de Amor disse...

legal o texto!!!!!!!!!!!
vc escreve bem

Rafael disse...

Independente do que aconteça, amar é um dos melhores sentimentos que uma pessoa pode oferecer.

=)

Elton Rosa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Elton Rosa disse...

de verdade mesmo? Adorei!... rpz... eu que gosto de escrever roteiros pra curtas fui lendo e imaginando o filme já, massa!


http://cafepoesiaerosas.blogspot.com/

fábio C. Martins disse...

O tempo passa, mas o importante é o que fazemos com ele. Sentir saudade de alguém ou algum momento, faz parte. Pois assim, teremos certeza que foram momentos bons!

A única coisa ruim dessa passagem é ter cada dia menos tempo. ;)

Beijos e obrigado pelo comentário. É sempre bem vindo.
PS: Não tenho tanta certeza se a Christine irá se dar mal. Acho que ela já melhorou muito! :)

Paulo disse...

Adorei o texto meus parabéns XD
http://total-info-web.blogspot.com/

Elton Rosa disse...

pode ter certeza que vou acompanhar sim, e faça um curta com isso! Vai ser massa! mande pra uma produtora! quem sabe!

Bruno disse...

Ficar em cima do muro!?

Como assim?

Minha opinião ficar em cima do muro, desde que esteja feliz, é uma decisão bem tomada, agora tomaria cuidado uma vez que esse muro pode não suportar o peso de meus sentimentos e corro o risco de cair... E a queda pode ser grande...

Tenho medo de onde vou cair, tenho dois lados e tenho tempo para escolher em qual deles vou cair...

Posso cair no lado onde estive boa parte de meu passado (voltar a viver no mesmo ambiente, voltar a sentir o que já sentia, fazer o que sempre fiz.!.!.!

Ou posso cair em um novo lugar, onde as portas se abrirão e poderei viver intensamente cada minuto, um lugar novo, sem coisas "ruins", com uma experiência bem maior, podendo aproveitar melhor cada minuto, dar oportunidade para o novo, uma vez que tudo que é novo é bom, desde que seja sadio... e bem vivido (intensamente)...

Eu prefiro, antes desse muro cair, pular para o lado do novo, temos que acreditar que temos condições de melhorar nossas vidas, pode crescer com o passado e nunca o esqueces uma vez que ele servirá para construir um novo presente....

Viver intensamente e sempre pensando em ser feliz primeiramente, nunca pense no outro primeiro, o outro nunca fará o mesmo....

Adorei seu blog, em especial este post.

Parabéns você escrevi muito bem....

BC

;D

Flavitcho disse...

a resposta não veio diretamente, mas pra que se o tempo pode trazer a melhor resposta?!

=]

 
Creative Commons License
Degustação Literária by Fernanda Fernandes Fontes is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.