domingo, 14 de dezembro de 2008

Das felicidades

Se sentou na grama. Abriu a bolsa, pegou a câmera e a fez de olhos. A lagoa era clara, o dia leve. Haviam namorados, crianças correndo. Suspirou alegremente e clicou todas as cenas. Fechou os olhos e respirou fundo. Estava feliz por estar ali. Por toda sua andança, caminhada. Seus desejos se concretizavam. Beleza presente em seus dias, quietude movimentada. O prazer do trabalho, das tardes de conhecimentos múltiplos. Das adoráveis presenças, boas conversas.

E a lagoa sorriu para ele. E ele sorriu à lagoa.

Subiu à bicicleta depois de gracejar um sorriso à moça que lia encostada ao tronco do ipê. Sentiu não fotografá-la. Mas a gravou em retina. E pedalou por entre a tarde, felicitou o viver. Cantou e dançou o sentido da vida. E pensou nas flores que haveriam pela noite que chegava de mansos passos de sol poente...

25 comentários:

Rodrigo Andolfato disse...

muito bonito!!

http://sociedadedosmalas.blogspot.com/

サムライ disse...

Obrigado por comentar em meu blog! =)

Adorei seu último post! Bem descritivo! Também gosto de curtir o ambiente seja qual for e se não for agradável dou logo um jeitinho de sair logo hihihi!
Adorei seu blog, voltarei mais vezes!

Sucesso para você! Abraços!
Volte sempre! ;)

Maxi1000iano disse...

Gostei... poesia é tudo de bom!


http://maxi1000iano.blogspot.com/

Only Bruh. disse...

Lindo. Mas se me permite, acho que ele poderia arriscar não apenas um sorriso, um olhar pra aquela moça lendo um livro embaixo do ipê. Ele poderia ir falar com ela, ela poderia sera mulher da vida dele!
Às vezes a pessoa que nunca vimos na vida, está do nosso lado, literalmente e não temos coragem pra falar com ela.

David Sampaio disse...

Bonito...
São as coisas simples da vida, que muitas vezes não percebemos.

Talvez a felicidade esteja nesses instantes que passam e não voltam mais.
Abraços!

http://arvoreando.blogspot.com/

Thiago :) disse...

me identifiquei com o texto.. e acho que mta gente tbm. Quem nunca viu uma pessoa e teve vontade de chegar pra conversar, mas não teve coragem? e depois se arrepende ;~
Mas esses momentos são raros e devem ser aproveitados.. Uma frase de Vannila Sky resume bem isso, "as pequenas coisas, não há nada maior" (:

curti o blog, virei seguidor ^^
;*

Jamile Gonçalves disse...

Me fez lembrar o filme "O fabuloso destino de Amèlie Poulain".

Doce, poético, reflexivo.
Adorei!

MARTHA THORMAN VON MADERS disse...

Sol poente...magnífico texto. beijos

Elton Rosa disse...

Bravo garota! Adoro essas imagens formadas através das letras... vc foi falando e as imagens surgiam.

Flavitcho disse...

essas simplicidades me deixam tão feliz...
(:

acredito sempre nelas. :D

bju.

tossan disse...

Não sei por que me identifiquei muito com esta pessoa, parece que estava lendo o meu diário mental! Um texto memorável, uma poesia! Bj

David Sampaio disse...

Obrigado Fernanda.
Vou Voltar sim... hehe!

Se quiser parceria, add meu link que add o seu.

Bjoss!

http://arvoreando.blogspot.com/

Fernanda Vaitkevicius disse...

Ah, Fê (já intimidade entre Fernandas) rs...

Adorei seu comentário, e quanto à sua observação, acho que as Fernandas devem ter algum estigma, mas o que está por trás dele, só Deus sabe, e felizmente nos resta escrever para expurgá~lo!

Parabéns, milhares de vezes pelo texto.

Mil beijos,

Hilário Pereira disse...

Meu!!! Vi a cena de um filme...isso é uma cena!!

Ação!

Fer...ficou loco!

Celamar Maione disse...

É tão bom concretizar desejos,né ?
Texto sensível.
Gostei !
Abs

Rafael Tadeu Guisoli disse...

Como pode né!
Uma menina simplória que parece ser normal. Como ela mesma diz, adora chocolate e é excessivamente emocional. Existem algumas qualidades que ela não comenta, mas ao conhecê-la você percebe o enorme coração de uma menina pequenina no tamanho, mas com um grande talento quando escrever seus versinhos no ciberespaço.
Parabéns por vc ser uma pessoa tão bacana e por ter um blog massa
Rafael Guisoli

Jenneffer Keffer disse...

Nossa que lindoooo...vc escreve como a Lygia Fagundes Telles sou fã dela...vou ficar fã de seus textos tb!

Obrigada pelo comentário. Realmente falta coragem a publicidade brasileira no natal.

Passa lá que tem novo post...vc vai gostar!

http://jkdesaltoalto.blogspot.com/

bjuss

Filipe M. Vasconcelos disse...

Minha linda.. obrigado pelo presente de natal.. Pessoas como vc deveriam viver para sempre!
Perdoe o sumisso.. mas muitas coisas aconteceram.. boas.. ruins.. Passei na prova do mestrado... perdi um familiar.. enfim.. são os vieses da vida que nos distanciam não só dos outros.. mas de nós mesmos as vezes.. Prometo retornar o mais rápido possível..
Beijos de quem lhe admira tanto...

Vlado disse...

Bom Fernanda, terminei a louca jornada do Sr.F que você tinha lido e comentado a primeira parte, se puder dá uma passada e veja como terminou.

Quanto ao seu post, nossa muito bom! Até me senti mais feliz ao ler ele, rs. Bons detalhes, boa narração, bem legal mesmo. Abraços.

www.oblogdosrf.blogspot.com

João Rafael disse...

Mais uma vez, obrigado pelo presente! E adorei a chícara nova!

Beijos

Cultura Malcriada - disse...

Olá!
Isso me fez lembrar das infinitas vezes em que eu gostaria muito mesmo de ter uma micro-câmera imperceptível nos meus óculos pra registrar tudo o que eu vejo por aí... seria o máximo!
Belo texto!

Mulher de Mercúrio disse...

Lindo, vc escreve mto parecido com o q eu escrevo. Não no blog q é comunitário, novo e não fiz isso ainda, mas no meu flog.

www.fotolog.com/lulookinha

Flores
Lu

Euzer Lopes disse...

Essa lagoa me fez viajar ao Parque do Ibirapuera, em São Paulo.
Esse cenário se repete todos os dias, não apenas às vésperas do sol-poente.
E o cenário é realmente de felicidade plena... Onde não há problemas.
Só as mansas águas da lagoa...

Suellen Nara disse...

Gosto do seu jeito profundo de escrever sobre os momentos. As vezes calmo, como uma canção de ninar, as vezes um grito, um lamento, um desconforto...

Me apaixonei por uma frase sua assim:
"Querem me amar, é inutil, teu canto não ecoa, não estronda aqui, você não é gruta de lavrar fogo..."

Perfeito demais! Parabéns!

Obrigada por visitar o Equilibrio Bambo.
Ótimo fim de ano pra você também.
E nos esbarramos por aí ;)

Dário Souza disse...

Putz muito lindo seu texto,as palavras em um trecho que axei incrivel,mas não copiei ¬¬.

 
Creative Commons License
Degustação Literária by Fernanda Fernandes Fontes is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.