domingo, 19 de outubro de 2008

Musa

Não morra sem que antes tua alma seja cantada por um poeta. Perderias o gosto de se sentir pleno pelos instantes que o gozo literário proporciona a poucas criaturas, fruto das mais belas palavras.

Permita que pelos ares, teu nome seja cantado em versos e notas. Que o poeta te alimente com palavras que toquem teu âmago e o de quem teu nome ressoa.

Se sentirás como se caminhasse pelas horas, passando pela cidade...como se sua alma fosse despida e não houvesse corpo...como se apenas essência fosse.

Teu ser em versos, notas e canção.

Quando de rimas, canta um passado...quando de brancos versos, futuro anuncia...És cor, vida, sinestesias degustativas a preencher paladares sedentos de belas palavras...

Se sorte presente for, terás dois em um momento. Se a felicidade plena te invandir, não somente a alma será cantada...mas a carne. E um gozo de luz invadirá sua existência.

Serás pleno. Eterno. Nada mais.

15 comentários:

Flavitcho disse...

pleno, eterno e nada mais.

:)

seremos todos em verso... um dia.
vem felicidade. ^^

Rubens Mimoso disse...

Pensou no que vc escreveu?
Ser musa
Nem tudo que é eterno é amado, nem tudo que é pleno é completo ... as vezes a luta por querer ser simplesmente apaixonante nos afasta da paixão.
A visão de quem nos adora pode inebriar o que realmente somos, ou o que tentamos mostrar
Não queira ser cantada em versos, queira cantar junto!!!
Estar perto é melhor ...

bjo

Lucas disse...

meu Deus!!
adorei o q vc escreveu
vc realmente tem mto talento, continue assim

Ricardo B. disse...

Quando eu li fiquei esperando para ler qual era o poeta, porque nunca tinha visto tal poesia, mas vi que foi você!

Tem talento!! Continue assim, parabéns!! Demais a sua dedicação :D

Bjss

Lucas FCBA disse...

Fiquei pensando no mais belo comentario para o mais belo post
Fiquei pensando em um comentário á altura do dedo polegar deste post

Mais pensei melhor e vou apenas falar a verdade:

Parabens pelo belo poema

Pauli.nhá~.^ disse...

Belas palavras.=D

parabeens.
Beeijo.;DD



http://meninapensantee.blogspot.com/

João Henrique disse...

Legal seus textos
Vou visitar seu blog mais vezes

http://blogdojoaoh.blogspot.com/

bjos

Euzer Lopes disse...

Nossa, a pessoa merecedora desse texto deveria ser não "musa", mas "deusa".
Digna de idolatria - mas sem exageros.

Jééh disse...

Parabéns, belas e profundas palavras !
Adorei o blog *--*

Cruela disse...

eu já ganhei umas 4 músicas. mas mesmo assim não quero morrer.

Filipe M. Vasconcelos disse...

Essas palavras me fizeram lembrar o lindo poema de Alvares de Azevedo.. "Lembranças de Morrer"..
Mais precisamente a estrofe em que ele diz..
"Descansem o meu leito solitário
Na floresta dos homens esquecida,
À sombra de uma cruz, e escrevam nela:
Foi poeta - sonhou - e amou na vida."

Beijos no coração!

João Rafael disse...

ah se soubessem destes privilégios, todos os amados que recebem desta honra líquida, as melodias, suas palavras e seus tons seriam mais coloridos, os sentidos fariam sentido e o difuso seria justo.

Hilário Pereira disse...

Foda!

Ser poema da poesia do poeta.

Karla Hack disse...

Amei..
Brincou com os conceitos..
TRabalhando o poetizar em si!

Belo Trabalho!

;D

bjus

bira disse...

Chimarreando e admirando o que vc escreve, adorei todo o seu blog, siga assim ,belas palavras, belos pensamentos, belas essências nas palavras...abraços
(O Crazy Ufólogo)

 
Creative Commons License
Degustação Literária by Fernanda Fernandes Fontes is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.