quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Vertigem

Passos em falso.
Tropeços.
Quedas.
Há que se errar,
Entenda.
É permitido.
Entenda.

Caminhos turvos
Vertigens,
Trôpegas pegadas:
Entenda.
Estradas de chegadas
Levam partidas
Para nunca e
Fim.
Entenda.

É fatídico.
Entenda.
Concreto chão
Que não sustenta
Deslizes.
Entenda.
Aconteceu.

24 comentários:

Catarina disse...

Acontece mesmo, mas não entendo. Melhor, não me conformo!

Difícil aceitar que aconteceu... antes acreditar que é apenas um desvio no caminho do que o fim fatídico.

O melhor é acreditar que podemos mudar qquer coisa, se tivermos realmente vontade para isso.

---

Texto bacana... um dos pouco que vc escreveu sem 'chorumelas'.. rsrs
Não sei porque, mas esse eu comentei com vontade... captei a msg, sabe?!! (núuh, horrível isso! kkkkk)

bjuu

tossan disse...

Endenda, eu gostei, entenda! Não esquece do nosso blog. Beijo moça bonita

A terra gira
e nem tudo muda,
pus-me a cantarolar
e sob a fantasia na vereda...
Era magia e emoção.
Brinquei, dancei,
e esbanjei energia.
Mas não tenho saudade...
Era carnaval!
*tossan

Joshuatree disse...

Onde tudo se permite, tudo se faz acontecer. Sempre estamos a caminho de inícios e fins.
Onde não houver entendimento, que aconteça a resignação.

Você sempre me leva a pensar com sua poesia.
Obrigado e abraço no coração.

Laís Ponez disse...

Fê,é lindo d+!!! Arrepiei, senti emoção em tudo que eu li.

Bill Stein Husenbar disse...

Excelente Carnaval repleto de animação, aromas, cor e muita festa.

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

Alam Oliveira disse...

Pelo menos tem o carnaval para eu ler o dicionário: Trôpegas - bacana foi lá no final do pai dos burros pra tirar esta palavra?! Eihn! rsrs

Muito bom mesmo! Sendo curto e grosso: Muito bom!!!

E bate na Catarina: "comentei com vontade" até parece q vc obriga-a ler seu blog! kkkkkkkkk

Bom carnaval!

Isa disse...

Entendo, porque acontece. Entendo proque acontece a você, a mim e a até quem não entende.

;*

Pink Rose disse...

É tem certas coisas que acontecem e a gente não entende mesmo, ou não aceita. às vzs é necessário deixar o tempo nos ensinar q todos estão sujeitos às mesmas coisas.

P.S.: Não aceitastes o selinho q eu deixei pra vc no meu blog? OU não vistes?
Passa lá, Bjoss...

http://amorfilosofoamor.blogspot.com

mfc disse...

A vida é um tactear constante.

Saara Senna disse...

Olá Fernanda,

Vertigem?? Vários sentidos, várias interpretações...
O tema do meu Post é igual rsrsrsr

A Vertigem só é gostosa, quando é sentida por alguém especial, uma Vertigem diferente!!

Beijo grande :)

Marcos Paulo disse...

oi. passo a acompanhar seu blog. gostei da poesia.

até mais,

Marcos

Alma Póetica disse...

Parabéns pelo Poema, gostei da forma e das rimas!

E parafraseando o Flávio : " As asngustias e as tristezas são passageiras, o amor e as alegrias são eternas"! obrigada pelo comentário!
Bjs

Nayara .NY disse...

A vida é apenas mais um poço
de culpas
Não é nada
O melhor é não se importar
E viver! Sempre!
Respirar mesmo nos momentos
mais difíceis...

Bjoss
Visite sempre que quiser!

Marcos Paulo disse...

Fernanda,(posso chamar só pelo primeiro nome?)

Obrigado pela visita e pelo comentário.Adoro ler coisas novas e seu blog tem essa proposta.está de parabéns.

Móveis, ouvi pela primeira vez em um show na esplanda dos ministérios em brasília num show de fim de ano.

Bj.
Volte quando quiser.
Até mais,
Marcos.

Zingador disse...

Minha querida, obrigado pela visita, adorei seu espaço, voltarei sempre.
"Entenda... Chão concreto que não sustenta..."
Grande Abraço Perfumado

Vâmvú disse...

É, entender é que é a questão... (rs)
Adorei. Vou dar mais uma "passeada" por aqui.. voltarei outras vezes, gostei muito do que encontrei por aqui... vou te adicionar na minha listagem.
Obrigado pela visita e pelo comment lá no "Lomas Stoff".
Bjs

Val disse...

Morrer...fênix.

L.Reis disse...

...e às vezes...nem entender é preciso...

Carla Silva e Cunha disse...

ola
vim ca para deixar um beijinho
espero que esteja tudo bem

Luna disse...

Ei moça.. descobri seu blog por acaso e gostei.. vi que tb é de BH, poeta, apaixonada pela vida, pelo que ela oferece a cada dia, pela beleza do inesperado que nos surpreende em cada momento.
Talvez já seja evidente, mas me identifiquei com isso, tb sou belorizontina e tenho andado em busca de pessoas assim pra conversar e quem sabe a longo prazo criar um grupo de degustação de vida..
se quiser, mande-me um email: renatacsufmg@yahoo.com.br
ahh sim, e se houver alguém que esteja lendo este comentário e se identifique igualmente com um desejo de degustação intensa da vida, por favor, entre também em contato..
beijo,

Renata
www.luna-desvario.blogspot.com

Flavitcho disse...

todos tropeçamos.. :)
saber levantar é onde está a arte.. rs.. :*

Filipe M. Vasconcelos disse...

Em toda queda se permite um novo levantar.. um novo recomeço, uma nova forma de caminhar..
O tropeço, quem sabe, surge apenas para avisar que estamos caminhando, já que esquecemos em absorto muitas vezes os caminhos que estamos percorrendo..
É no tropeçar que refletimos a estrado que estamos levando.. e o preço das decisões que tomamos..
Belo poema minha amiga..
Abraços Fortes

Com Tintas e Pincéis disse...

Olá Fernanda,
Obrigada pelo comentário e ela sugestão.
Li algumas coisas do seu blog e gostei do que li. Tem sentimento.
Parabéns!
Bjs

Faust Sotam disse...

Caiu, tropeço, e me levanto, tiro poeira dos meus olhos, e a seguir continuo a caminhada...

 
Creative Commons License
Degustação Literária by Fernanda Fernandes Fontes is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.