sexta-feira, 20 de março de 2009

Chuva

Quando de dias chuvosos, meus olhos se elevam e pecam. Sentem inveja das carregadas nuvens e atuam de modo a imitá-las, sem que haja aparente motivo para tal feito.

Meu ser venta quando destas ocasiões. Um vento frio que percorre meus pensamentos, coração e adentra minhas veias, tornando gélido o sangue que por elas percorre.

Me enlaço então, em um abraço carregado de desejo e quietude. E permaneço ali, a sentir-me em você, a ser criança em primeiros passos frente aos pais...teus braços abertos estão, há de carregar-me ao calor de um novo dia.

De um novo tempo.

15 comentários:

danisiinha disse...

ah Fe , vir te ler , me dá uma paz...... adoro....!!

tossan disse...

Fernanda, você está tomada, agora eu não sei se é pela poesia ou pela paixão. Vou jogar um duplo. Beijo.

Veja o que eu aprontei lá...
http://amigosnablogosfera.blogspot.com

Filipe M. Vasconcelos disse...

Nesse vou manter minha tradição.. só irei comentar depois que todo mundo comentar.. os motivos disso vc me pargunta via msn...rs
Beijão

MARCOS disse...

fernanda, como já disse:
é sério, viu?

ler seu texto exige preparo.
lavagem mental,
assepsia do olhar,
jejum de nove horas.
assim vem a emoção de ler um texto que tira o folego.
no mínimo.

A.S. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
A.S. disse...

Sim... chove!
Mas, a certeza da manhã de sol
Faz abrir um sorriso de esperança
Porque quando amanhece
Renascer é inevitável...



Beijos...

Hilário Pereira disse...

Voltei! O final me fez uma lembrança da música..."hoje é um novo dia, de um novo tempo que começou..."

Bueno!!

Bjo Ferzoca!!

Anônimo disse...

Lindo como sempre!!!Mas esse em especial me instigou a comenta-lo.
A sinestesia presente em suas emoções me encantam!Parabéns por suas palavras tão condizentes com a vida!bjs...

Fabrício Zanoli

Rafa disse...

Oi, Fernanda...
Adorei seus textos e também devo dizer que gosto muito de roupas, sapatos coloridos e anéis e brincos, e pulseiras... rsrsrs
Parabens!!!!
Visita o meu blog://rafaelaargolor.blogspot.com

Alam Oliveira disse...

Parabéns Mocinha!

Tá chuvendo aqui agora! Bem fraquinha, mas ta chuvendo.

Eu tbm to chuvendo! De dentro pra fora, do nada pro todo!

Espero o Sol que vem com a primavera daqui a seis meses!

Laís disse...

Por aqui vive chuvendo... Rsrsrs!!

Filipe M. Vasconcelos disse...

Mas que interessante... disseste "sentir-me em você, a ser criança em primeiros" ...
Essa frase indica uma relação não de romantismo, de paixão entre parceiros... mas sim uma relação subjacente de paternidade.. como se o que se buscasse não fosse um amado para preencher uma lacuna erótica, mas sim uma figura paterna para preencher uma lacuna familiar..

Tá.. tudo bem.. eu e meus comentários malucos... tá vendo..? por isso que prefiro comentar só depois de todo mundo..rsrs
Beijão

Flavitcho disse...

Deixa lavar e deixa mudar.

Gleidson Tadeu disse...

Sinto uma melancolia vinda desses versos...
Vejo tristeza... mas sao belas palavras...
que esse novo tempo se faça, aconteça.

Anônimo disse...

Vc descreveu a mim quando em dias de chuva. Como se uma névoa de quietude e lamentações passasse a pousar sobre meus olhos, e só algo muito especial pode ajudar-me. Abração, se cuida sempre.

 
Creative Commons License
Degustação Literária by Fernanda Fernandes Fontes is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.