sexta-feira, 3 de abril de 2009

Apoteose

Inspirado nas belas imagens do Sr. do Vale.
Empunho estandarte
De vontades infindas
Em praça pública.
Ah, se soubesses que
Minh´alma flameja
Pelos espirais de teu
Corpo, entrarias em
Mim feito apoteose
Nas plagas dos prazeres.

Fantasio-me de lânguidos
Segredos para descortinar
O céu rubro de tua face.
Na enxurrada de cores,
Confeito-te d´amores
O eco do que guardo
A noite pra ti:
na sinuosa avenida
desfila meu desejo.
Saciai-o!

10 comentários:

Mai disse...

Olá, Fernanda

Vim deixar-te um abraço e encontro teus belos versos neste espaço.

Vou linkar teu blog no meu 'inspirar-poesia'. Assim estaremos mais próximas.

Carinho,

Mai

Alam disse...

'Tendy N@d@!!!

Brincadeira, very Well!!!
But, há uma busca de uma linguagem anterior a minha época, o português utilizado com crase suprindo termos formando o rítmo e aglutinando as palavras me faz refletir sobre quão bonito não soam as palavras sem causar-nos desgaste.

O pensar não faz-nos transpirar...
Isto é bom!!!
Dá para degustar sempre sobrando espaço no estomago-cerébro para mais informação e prazer!!!

Fora os termos utrapassados e mais antigos que eu, dá sua infância? Talvez, nem tanto, né? rsrs


Um texto Apoteótico!
Depois que eu li três vezes que os signo apoteose se fez sentido pra mim...

Alam disse...

onde eu escrevi dá do verbo dar considere da da aglutinação da preposição de + artigo indefinido a

Sr do Vale disse...

Fernanda, poesia e pintura, ah quanta semelhança, a sintônia perfeita de cores e sentimentos.
A poesia estava em segredo, dentro de ti, e precisava ser arrancada, foi quando vieram as nuvens em 'enxurradas de cores', remoendo internamente o que estava encarceirado, 'descortinando seus segredos'.

Fico mui grato pela confluência dos sentidos.

abraços.

ParadoXos disse...

Fernanda, só gostei e adorei!!
amor de palavras, nas tuas!!


beijos, em ti!




belo......

iilógico/MARCOS disse...

Deliciosa, sensual.
como dizer continuamente à divinal pousada tão amena que grande parte do ânimo vem de seus ares?

bjos

' Josi Keller disse...

Oii
Mal incomodar, mas ja incomodando ne ? rsrs
To divulgando meu blog
Pode dar uma passadinha la ?
' Os pensamentos voam
Pode dar um passadinha e dar opinião na ultima historia ? ?
www.josikeller.blogspot.com
Valeu..
Espero saber k tu foi la ok ?
Beijaoo

.

Filipe M. Vasconcelos disse...

Minha amiga... que poema difícil esse.. li e reli mas mesmo assim..
Estou tentando compreendê-lo.. no entanto as palavras não se organizam em minha cabeça..
Essa sua complexidade poética está restringindo demais o público leitor.. vê se "pega leve" senão me sentirei marginalizado de suas poesias..rsrs
Brincadeira meu bem.. mas só voltarei a comentar neste poema depois de vc tê-lo me explicado..rs
Beijos!!

Ricardo Valente disse...

Interessante esses 3 f... e gostei da tua escrita! Bjo!

tossan disse...

Fernanda, gostei tanto do poema que peço a sua licença para posta-lo no amigos semana que vem. Ficarei muito feliz. Beijos

 
Creative Commons License
Degustação Literária by Fernanda Fernandes Fontes is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.